Células Pigmentação AzulCélulas são pequenas estruturas que compõem todo nosso corpo. Cada órgão, cada tecido do corpo, é formado por essas pequenas estruturas. Apesar de pequenas elas são bastante complexas, possuem núcleo, partes responsáveis por alimentação, respiração, proteção, enfim, células têm várias funções e dentro dela mesma, existem várias outras. E, para cada parte do corpo, é necessário um determinado tipo de células. As que atuam no cérebro não funcionariam bem no sistema reprodutor e vice e versa.

As células-tronco são um tipo celular diferenciado. Elas têm uma característica especial: podem se “transformar” em outros tipos. Funciona como um “coringa” no baralho: ela pode se encaixar em tecidos diferentes do que foi tirado. Ela não apenas se junta a esses diferentes tecidos, mas também se multiplica, portanto, tecidos que não estavam mais funcionando, crescendo ou que estejam sendo danificados, podem ser recuperados com as células tronco.

Muitas possibilidades de cura e tratamentos foram criadas com a descoberta das células-tronco, mal de Parkinson, câncer, diabetes e outros males que, hoje não tem solução, poderiam ser tratados com o uso das células tronco. Apesar da expectativa ser grande, ainda não há resposta para saber se essa novidade pode mesmo resolver tudo que lhe foi atribuído. Talvez, com o passar do tempo e mais aprofundamento nas pesquisas, as promessas poderão virar realidade.

Algumas pesquisas ainda estão pouco adiantadas. É o caso das células-troncos embrionárias. Essas células são tiradas de um embrião (óvulo recém fecundado) e para sua retirada, é necessário destruir esse embrião. Por esse motivo, alguns setores da sociedade se mostram contra essa iniciativa, por considerarem uma forma de violar o direito à vida. Já a comunidade cientifica reivindica o fato das células tronco embrionárias serem a possível resposta para uma série de doenças.

O desenrolar das pesquisas ainda está por vir. Se as células tronco realmente são a resposta para todos esses problemas o tempo e as pesquisas irão responder. Mas o que já se sabe sobre esse assunto é que faz parte da atualidade e que deve ser visto com atenção.